5 competências técnicas que todo Designer Instrucional deve ter

Em outro artigo, apresentei brevemente a profissão e as competências básicas que o DI precisa dominar.

Se você quer se tornar Designer Instrucional ou é iniciante, comece por aqui.

#1 – Comunicação escrita, visual e oral

Todo DI precisa se comunicar bem, mas como mencionei anteriormente, existem algumas habilidades que são fundamentais e outras que são necessárias apenas para cargos pleno e sênior.

Como Designer Instrucional, sua comunicação precisa fluir bem de forma escrita, visual e oral.

Escrita e visual porque, ao desenvolver uma solução de aprendizagem, não basta se apoiar apenas no texto —  ou no visual —, você precisa combinar ambos os formatos para transmitir mensagens claras. 

Oral porque, muitas vezes, a escolha de estratégias, formatos e modelos de desenvolvimento (entre outros) precisam ser acompanhadas de argumentos para convencer seu cliente de que elas são as melhores decisões para o contexto.

Habilidades Essenciais (todos os níveis)

  • Escrever e editar mensagens claras, concisas e gramaticalmente corretas;
  • Fazer apresentações que envolvam efetivamente o público e comuniquem mensagens claras;
  • Usar habilidades de escuta ativa;
  • Solicitar, fornecer e aceitar feedback construtivo.

Habilidades Avançadas (a partir do cargo Pleno)

  • Apresentar mensagens escritas e orais que levem em consideração o tipo de informação que está sendo entregue e as diversas origens, funções e responsabilidades variadas do público;
  • Facilitar reuniões de forma eficaz;
  • Usar colaboração eficaz e habilidades de construção de consenso;
  • Usar habilidades eficazes de negociação e resolução de conflito;
  • Divulgar status, resumo ou relatórios orientados para a ação.

#2 – Aplicar pesquisas e teorias à disciplina de Design Instrucional

Vamos dar ênfase à palavra “Aplicar”, ou seja, coloque em prática os conhecimentos adquiridos em pesquisas, cursos e livros.

Isso não significa aplicar exatamente da forma como aprendeu, porque isso pode não funcionar. Você precisa adaptar essas pesquisas e teorias ao contexto do seu projeto.

Habilidades Essenciais

  • Explicar os principais conceitos e princípios relacionados ao design instrucional;
  • Aplicar o pensamento sistêmico ao design instrucional e projetos de melhoria de desempenho.

Habilidades Avançadas

  • Aplicar resultados de pesquisa, teoria e prática de design instrucional;
  • Promover como a pesquisa de design instrucional, teoria e literatura prática podem afetar as práticas de design uma determinada situação;
  • Aplicar conceitos, técnicas e teorias de outras disciplinas para aprendizagem e melhoria de desempenho.

#3 – Atualizar competências referentes ao DI e áreas relacionadas

Assim como não adianta apenas ler vários livros, fazer cursos e pesquisas sem colocá-los em prática, também não basta fazer apenas uma pós-graduação ou ler pouco sobre Design instrucional.

Você precisa se manter atualizado sobre as práticas, metodologias, tecnologias e sobre o mercado.

Habilidades Essenciais

  • Participar de atividades de desenvolvimento profissional;
  • Estabelecer e manter contatos com outros profissionais;
  • Adquirir e aplicar novas habilidades de tecnologia na prática de design instrucional.

Habilidades Avançadas

  • Documentar e divulgar o trabalho como base para esforços futuros, publicações ou apresentações profissionais.

#4 – Aplicar habilidades de pesquisa em projetos de DI

Se você já é DI ou vem estudando há algum tempo, sabe que existem vários momentos em que precisamos ativar o modo “Sherlock Holmes” e investigar.

Investigar o público-alvo, o contexto, o conteúdo do especialista… ou seja, você precisa ter habilidades de pesquisa em diversas etapas do projeto. Isso é primordial para desenvolver boas soluções de aprendizagem.

Habilidades Essenciais

  • Use uma variedade de ferramentas e procedimentos de coleta de dados.

Habilidades Avançadas

  • Identificar os dados a serem coletados;
  • Aplicar metodologias de coleta de dados adequadas à avaliação de conhecimento e avaliação de resultados;
  • Usar procedimentos de análise quantitativa e/ou qualitativa adequados na avaliação de conhecimento e avaliação de resultados.

#5 – Identificar e resolver problemas éticos e legais

O primeiro passo aqui é entender até onde você pode ir, como Designer Instrucional, no uso de recursos e ferramentas para desenvolver treinamentos.

Além, é claro, de conhecer as regras da própria empresa em que você atua (ou cliente, se for o caso) e as legislações em que seu curso está envolvido.

Habilidades Essenciais

  • Identificar as dimensões éticas, legais e políticas da prática de design instrucional e produtos instrucionais;
  • Reconhecer e respeitar os direitos de propriedade intelectual de terceiros;
  • Cumprir as diretrizes regulatórias e políticas organizacionais;
  • Cumprir os códigos de ética organizacional e profissional.

Habilidades Avançadas

  • Planejar e responder às consequências éticas, legais e políticas das decisões de DI.

Se é júnior e está buscando aquela promoção, use as habilidades essenciais e avançadas como argumentação quando for conversar com seu gestor ou quando for desenhar seu plano de carreira.

Tenho certeza que esse conteúdo vai te ajudar a chegar no destino que você deseja. Então aproveite para compartilhar com seus colegas de profissão.

Se ainda não recebe meus e-mails, aproveite que chegou até aqui e se inscreva para ser lembrado das aulas abertas.

2 Comentários

  1. Viviane

    Top!!!
    Viu investir nesses itens.
    Quando vc fará curso de DI?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 6 =