Eu, DI

Designer Instrucional, quem é você e o que faz?

Soani Vargas
Escrito por Soani Vargas em 24 de março de 2020

O nome pode parecer estranho, pouca gente conhece, vão confundir… mas não é nenhum bicho de sete cabeças.

O Designer Instrucional, o DI, é o profissional que identifica um problema de aprendizagem ou gap de conhecimento e desenha (no sentido de projetar) uma solução, ou seja, propõe uma ação de treinamento estruturada e alinhada aos objetivos do negócio.

Também pode atender pelo nome de Designer educacional, Desenhista instrucional e, mais recentemente, Designer de experiência de aprendizagem. Dependendo da nomenclatura usada e do ambiente em que esse profissional atuará pode haver algumas especificidades. Por aqui, vamos chamar de Designer Instrucional, tudo bem?

Tarefas do dia a dia… mas sem rotina!

Existe uma instituição norte americana, chamada IBSTPI – International Board of Standards for Training Performance and Instruction, que estuda e publica as competências dos profissionais de treinamento, inclusive as nossas. Esse comitê separa as competências do DI em básicas e avançadas.

Por enquanto, vou listar algumas das competências básicas bem presentes no cotidiano de nossas ações:

  • Comunicar-se de forma eficaz de acordo com o contexto

Escrever um texto para um treinamento para a Liderança é diferente de escrever para um público terceirizado, por exemplo.

  • Conduzir reuniões de levantamento de necessidades de treinamento

Identificar problemas de aprendizagem, conhecer as principais características da população que será impactada pelo curso e entender o porquê dos problemas observados utilizando ferramentas e técnicas apropriadas.

  • Desenhar soluções de treinamento atraentes

Analisar conteúdo, definir abordagem, elaborar roteiro e defender a estratégia do projeto.

  • Definir estratégias de abordagem ou metodologias mais adequadas a um treinamento e seu público

Para isso é preciso estar atento ao que acontece de novo, às tendências em tecnologia e educação.

  • Ser o ponto focal do desenvolvimento do curso

O DI geralmente é o elo entre os diferentes atores envolvidos no projeto: conteudista, fornecedor, programação, ilustração, validadores…

Cada uma dessas competências será exigida em menor ou maior complexidade de acordo com o grade do profissional, se Junior, Pleno ou Sênior. Então se você vai iniciar na carreira agora, não se assuste… as coisas acontecem aos poucos! Mas quem dita esse ritmo é você.

Lembre-se: o  DI precisa estar sempre se atualizando e atento sobre o que acontece na área, isso inclui participar de cursos, pesquisar e ler.

Aqui no blog comentei sobre dois livros essenciais para o nosso trabalho: “Design Instrucional na prática” e “Como preparar conteúdos para EAD”, ambos da André Filatro.

E aí,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Replies to “Designer Instrucional, quem é você e o que faz?”

Modelo ADDIE: Desenvolvimento da solução - Soani Vargas

[…] fase, se o desenvolvimento do curso for interno, o Designer Instrucional vai dar vida ao roteiro utilizando ferramentas de autoria; se o desenvolvimento for externo, o DI […]

O Conteudista no Processo de Design Instrucional | Soani Vargas

[…] Você já deve ter ouvido falar sobre o conteudista, um dos atores do processo de Design Instrucional. Mas você sabia que, muitas vezes, as responsabilidades desse profissional são confundidas com o trabalho do próprio Designer Instrucional? […]

Política de Privacidade

Olá! Nós utilizamos cookies para melhorar a sua experiência com nossos serviços, além de personalizar a publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com este monitoramento. Para mais informações, consulte nossa política de privacidade.